X
19 de Setembro de 2019, 07:37

Votação

Quantas vezes foste ao novo Estádio da Luz?

Mais de 200
Mais de 100
Mais de 50
Mais de 20
Mais de 10
Entre 4 a 10
3
2
1
Nenhuma

Autor Tópico: Estádio da Luz  (Lida 45864 vezes)

XibinhaSLB

  • *
  • Mensagens: 21574
  • Ano da "Reconquista"
  • Awards: User do Ano 2017
Re: Estádio da Luz
« Responder #825 em: 25 de Outubro de 2018, 10:41 »
ESTÁDIO DA LUZ: 15.º ANIVERSÁRIO


Citar
A 25 de outubro de 2003 escrevia-se mais uma página de glória no Clube! Um projeto sonhado e idealizado por muitos ganhava vida, iniciando-se um novo capítulo na História do Sport Lisboa e Benfica… A inauguração da nova Catedral, que celebra 15 anos, foi um momento inesquecível! Comemora-se nesta quinta-feira, dia 25 de outubro, o 15.º aniversário do novo Estádio da Luz. Um momento ímpar, que mostrou – mais uma vez – que o Sport Lisboa e Benfica estava na vanguarda, abrindo aqui um infindável e admirável mundo de novas oportunidades, histórias e glórias.

Olhámos para estes 15 anos e selecionámos 15 momentos (poderiam ser tantos mais!). Viaje e recorde connosco…



1. Inauguração do Estádio do Sport Lisboa e Benfica

Misto de sentimentos e emoções fortes! Era necessário acompanhar os tempos, abrir o Clube ao futuro, dotando-o de infraestruturas que lhe permitissem estar na vanguarda. E assim foi. Em Assembleia Geral, os associados disseram sim à construção de um novo Estádio, despedindo-se assim da mítica Catedral que tantos momentos de glória encerrou…

Mas o homem sonhou e a obra nasceu. Construído em tempo recorde (pouco mais de dois anos), o Estádio foi inaugurado a 25 de outubro de 2003, num momento inolvidável. A romaria começou bem cedo e foram 64 386 os Benfiquistas que viveram in loco um momento repleto de pompa, circustância e Mística. Para sempre recordar!

Tudo começou com um espetáculo de pirotecnia, ao mesmo tempo que no relvado se acendiam 1000 160 milhões de luzes, correspondentes ao número de minutos que o Estádio demorara a ser erigido. Um espetáculo de luz, cor e som encheu o espaço e coloriu os céus de Lisboa… com as lágrimas de orgulho nos rostos dos Benfiquistas.

Nos ecrãs, uma retrospetiva da história do novo Estádio, com imagens da Assembleia Geral que aprovou a sua construção, passando pelos primeiros trabalhos, a destruição do antigo Estádio, terminando no dia da inauguração… Emocionante!

Volvidos os discursos, com o saudoso Fialho Gouveia a levar ao rubro as bancadas e os corações dos Benfiquistas, ouviu-se o Hino de Portugal, cantado com a alma na voz, seguindo-se o pontapé de saída da partida perante os convidados do Nacional de Montevideu, dado pela eterna glória Eusébio da Silva Ferreira.

No relvado da “Nova Luz”, como era conhecido o Estádio para o diferenciar do anterior, o Sport Lisboa e Benfica defrontou os uruguaios, tendo vencido por 2-1, com golos de Nuno Gomes, para alegria dos Benfiquistas. Terminou em festa rija este dia… um dia em que o SL Benfica disse sim, presente, ao futuro, honrando o passado!



2. Final do Euro 2004

Portugal sagrou-se Campeão Europeu em 2016, em França, precisamente frente aos anfitriões, com um golo de Éder, já no prolongamento, a sentenciar a partida (1-0)… Momento inolvidável que encheu de orgulho todos os Portugueses… um momento que estivera muito perto de acontecer 12 anos antes, a 4 de julho de 2004, em pleno Estádio da Luz.

Com um novo Estádio da Luz, uma infraestura exemplar e também ela construída a pensar nesse objetivo, Portugal organizou o Euro 2004, e a Nova Catedral recebeu cinco dos jogos da prova, incluindo a grande final.

Num Estádio da Luz vibrante em apoio às cores naconais, a Seleção das Quinas defrontou a Grécia na partida de todas as decisões. Um grande jogo de futebol, decidido com um golo solitário de Angelos Charisteas (57’).



3. Jogo do Centenário

Assinalou-se em 2004 o Centenário do Sport Lisboa e Benfica. Foi um ano marcado por vários momentos festivos, associados à data, com destaque para um duelo de gigantes que teve como palco o Estádio da Luz.

O jogo da comemoração dos 100 anos do Clube realizou-se a 25 de julho e colocou frente a frente dois colossos ibéricos: Sport Lisboa e Benfica e Real Madrid mediram forças numa Catedral lotada de Mística!

O jogo foi emocionante e animado, com um golo para cada lado ao intervalo e um empate final (2-2) que expressou o equilíbrio entre as duas equipas. Sob o comando de Trapattoni, as águias alinharam com: Yannick (57’ Moreira); Miguel, Argel, Ricardo Rocha (60’ Amoreirinha) e Dos Santos (71’ Fyssas); Paulo Almeida, Petit (60’ Bruno Aguiar), Geovanni, Zahovic (81’ Manuel Fernandes), Simão (cap.) (57’ João Pereira) e Sokota (78’ Mantorras).

Frente aos galáticos, orientados por Camacho – que na época transacta teinara o Benfica –, os encarnados entraram praticamente a ganhar, com Zahovic a inaugurar o marcador. Resposta do Real Madrid, com Ronaldo, o Fenómeno, a repor a igualdade. Na seguda metade, Morientes colocou os espanhóis em vantagem, aos 76 minutos, com as águias a alcançarem o empate – justo! – com um golo de Geovanni, de cabeça, já no período de compensação.

Antes da partida, nos ecrãs gigantes do Estádio desfilaram os momentos mais marcantes da História do Sport Lisboa e Benfica.



4. Comemoração do 31.º Campeonato Nacional

Foi um regresso aos títulos há muito desejado… e a festa feita, um pouco por todo o mundo, ilustrou-o na perfeição!

O Benfica conquistou o Campeonato Nacional da época 2004/05 na última jornada da prova, num jogo renhido frente ao Boavista, no Estádio do Bessa… Um empate a uma bola chegou!

Temporada complicada, com altos e baixos, mas com o objetivo sempre presente. Na penúltima ronda, na Luz, Luisão marcou o golo da vitória no dérbi, três pontos que permitiram aos Benfiquistas sonhar.

No dia 22 de maio de 2005 o Benfica, comandado pela Velha Raposa Trapattoni, viajou até ao Norte do País. Perante o Boavista, na partida de todas as decisões, Simão Sabrosa, de grande penalidade, inaugurou o marcador aos 38 minutos. Ainda se festejava quando, aos 42 minutos, Éder Gaúcho fazia o empate. Foi sofrer até ao fim, num jogo impróprio para cardíacos! Quando o árbitro Pedro Henriques apitou para o final do jogo foi a loucura total…

No Bessa, nas imediações, no Aeroporto Francisco Sá Carneiro, nos Aliados… os Benfiquistas saíram às ruas e, enquanto a equipa regressava a Lisboa, milhares de adeptos confluíram ao Estádio da Luz.

Quando os novos Campeões Nacionais chegaram à Catedral, já de madrugada, o recinto estava repleto de Benfiquistas em euforia total. Foi o primeiro título conquistado no novo Estádio da Luz.



5. Cerimónia 7 Maravilhas do Mundo

A 7 de julho de 2007 o Estádio da Luz foi o centro do mundo, com todos os holofotes a incidirem na Catedral. A cerimónia da declaração das novas 7 Maravilhas do Mundo foi transmitida para os quatro cantos do globo, provando que o Estádio da Luz também pode ser palco de grandes eventos culturais.

Num grandioso espectáculo de luz, som e imagem foram divulgados os resultados da votação de milhões de cibernautas. Organizado pela New 7 Wonders Foundation, este grandioso evento contou com a presença de diversas personalidades mundiais e nacionais de todos os quadrantes da sociedade e do espectáculo.

Apresentado por duas estrelas de cinema de Hollywood vencedores de Óscares, Ben Kingsley e Hilary Swank, para além da atriz indiana Bipasha Basu, o espetáculo contou com a presença de Neil Armstrong (astronauta e primeiro homem a pisar a Lua), Amir A. Dossal (diretor executivo das Nações Unidas), Frederico Mayor (ex-diretor-geral da UNESCO) e Bertrand Piccard (famoso aeronauta), que ajudaram a abrilhantar a festa.

Os momentos musicais da noite ficaram reservados para diversos artistas internacionais, com José Carreras e Dulce Pontes a terem honra de abertura musical desta Gala, ao interpretarem o hino das Novas 7 Maravilhas do Mundo.

No gigantesco palco construído no Estádio da Luz passaram ainda os ritmos flamencos de Joaquim Cortes, a música clássica de Alessandro Safina e José Carreras, os sons latinos da superestrela pop Jennifer Lopez, ou uma versão muito especial de "What a Wonderful World" interpretado pela diva Chaka Khan acompanhada por um coro de 77 crianças, que encerrou a cerimónia num fantástico espetáculo pirotécnico.



6. Jogo de despedida de Rui Costa

O Maestro despediu-se dos relvados num jogo frente ao Vitória de Setúbal, no Estádio da Luz, perante o olhar emocionado de cerca de 55 mil adeptos.

Cinco temporadas de águia ao peito, 213 jogos (oficiais e não oficiais), 37 golos, dois títulos… Rui Costa despediu-se dos relvados em 11 de maio de 2008. Foi o ponto final de uma carreira inigualável, escrita em tons de glória e que ficará para sempre nos anais da História.

O Benfica, numa temporada complicada ao nível desportivo, terminava o Campeonato Nacional em 4.º lugar e, na última jornada, o Estádio da Luz vestiu-se de gala para receber o Vitória de Setúbal… e despedir-se do Maestro!

Vitória, por 3-0, com golos de Katsouranis (25’), Cardozo (39’) e Nuno Gomes (88’)… E um minuto 86 para sempre recordar! Fernando Chalana, no comando técnico da equipa, faz entrar Binya para a saída do número 10 das águias!

Emoção, lágrimas, sorrisos, gratidão, tudo ao som de um arrepiante “Eu amo o Benfica”, entoado pela voz do coração dos Benfiquistas num Estádio da Luz vibrante! Foi tão bonito…

Uma carreira caracterizada pelo brilhantismo, uma personalidade ímpar, elegância, inteligência e classe em campo… pautando o jogo como nenhum outro!



7. Primeira edição da Eusébio Cup

Foi um momento marcante e algo que se repete ano após ano… Num gesto de homenagem a Eusébio da Silva Ferreira, o Sport Lisboa e Benfica organiza, desde 2008, um torneio internacional com o seu nome, a Eusébio Cup.

A primeira edição foi disputada no dia 15 de agosto de 2008, num Estádio da Luz lotado, com a águias a receberem a formação do Inter de Milão, na altura sob o comando de José Mourinho, e com Figo num autêntico plantel de estrelas.

Eusébio deu o pontapé de saída do jogo, que terminou com um empate sem golos. O Inter acabou por ser mais feliz na marcação de grandes penalidades, venceu, por 4-5, e recebeu das mãos do Pantera Negra o distintivo troféu.

A Eusébio Cup conta com 10 edições, sendo o Benfica detentor de três vitórias. A última edição aconteceu no dia 1 de agosto, inserida na International Champions Cup, com o Benfica a defrontar, no Estádio Algarve, os franceses do Lyon.

Em 2002, realizou-se a Taça Eusébio, prova que foi um esboço do que viria a ser a atual Eusébio Cup.



8. Jogo Contra a Pobreza

Organizada pela Fundação Benfica e pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, a 7.ª edição deste evento solidário reuniu “Amigos de Ronaldo e Zidane” e “Benfica All Stars” no dia 25 de janeiro de 2010. Eusébio celebrava 68 anos e foi do King o simbólico pontapé de saída da partida.

O valor das entradas reverteu para as vítimas da catástrofe (terramoto) no Haiti e o Estádio da Luz registou uma assistência de 51 312 espectadores, que ajudaram a angariar mais de meio milhão de euros.

O jogo terminou empatado a três golos, mas não faltou espetáculo na Luz, numa partida que contou com numerosas figuras do desporto-rei, dirigida pelo árbitro italiano Pierluigi Collina.

Mats Magnusson, Fabrizio Miccoli, Rui Costa, Humberto Coelho, Mozer, Valdo, Chalana, Shéu, Nené, entre outros, vestiram a camisola do Glorioso; do outro lado, os visitantes contaram com Figo, Pauleta, Fernando Couto, Henry e Kaká, entre outros.

Kaká, Nuno Gomes (2), Robert Pires, Éder Luís e Bhutia assinaram os golos do desafio, para alegria das bancadas.

"Este Jogo Contra a Pobreza mostra, uma vez mais, que os atletas, a família das Nações Unidas e o mundo do desporto podem trabalhar em conjunto em prol da consecução dos Objetivos de Desenvolvimento do Milénio e da construção de um mundo melhor. Em jogos como este, todos saímos vencedores", afirmou, na altura o secretário-geral da ONU, Ban Kin-Moon.



9. Homenagem a Eusébio

Milhares de pessoas, Benfiquistas e não só, acorreram em massa à Luz para prestarem o seu tributo póstumo a Eusébio da Silva Ferreira, falecido a 5 de janeiro de 2014.

A urna do Pantera Negra esteve em câmara ardente na porta 1 do Estádio da Luz e a sua estátua transformou-se num local de peregrinação. Cumprindo um desejo expresso de Eusébio, a sua urna foi ao centro do relvado, dando de seguida, na carrinha funerária, uma última volta de honra em torno do campo, com uma multidão nas bancadas a aplaudirem-no pela derradeira vez.

O Rei partiu! A notícia chegou... cruel, cortante, dorida! Eusébio da Silva Ferreira morreu… e morreu, também, tanto, tanto de nós! Há momentos na vida em que não há cores, não há clubes, não há credos ou diferenças. Há momentos em que somos todos um! A divisa do Clube é clara, divisa de união, fraternidade, divisa de família e entrega… E Pluribus Unum: De todos um… De todos e todos por Eusébio.

E se a notícia parecia irreal, à medida que o tempo ia correndo tornou-se cada vez mais crua e dorida. A Família Benfiquista uniu-se e, como se de um dia de jogo grande se tratasse, a romaria até à Catedral começou… De todo o lado, de todos os sítios, de todos os quadrantes, raças, credos e cores…

A urna chegou ao Estádio da Luz cercada por uma multidão ávida de gratidão… e assim se manteve, como Eusébio tanto gostava, rodeada de gente, de gentes, de povo, de Nação. Ele nunca esteve só!

Durante dois dias o King recebeu a visita, a homenagem de milhares… “Obrigado” foi a palavra mais ouvida e todos, todos à sua maneira e com uma singularidade única se quiseram despedir.

O Rei tinha um último desejo… e cumpriu-se! A urna subiu ao relvado e, bem lá no centro, o trono guardou o Rei durante largos minutos, tamanha eternidade, tão pouco tempo! Última volta triunfal ao relvado, último golo, último adeus! Estádio da Luz, a sua casa querida, milhares, largos milhares nas bancadas cantando em uníssimo o Hino do Benfica, o Hino de Portugal… “Tu és o nosso Rei, Eusébio”, palmas, tantas, tantas palmas, gritos de dor, silêncios ensurdecedores, lágrimas sofridas na face, abraços de conforto, fumo, tochas acesas em tamanha chama imensa: Eusébio despediu-se de casa, a sua tão querida casa, os seus súbditos despediram-se de forma inenarrável do Rei…



10. 33.º Campeonato Nacional

Começava aqui o caminho do Tetra… Que dia! 20 de abril de 2014, e a três jornadas do fim do Campeonato Nacional 2013/14, o Benfica precisava apenas de uma vitória para erguer o desejado título. E conseguiu-o!

Estádio da Luz a “rebentar pelas costuras”para a receção ao Olhanense, jogo vibrante, com Lima (57’ e 60’) a marcar os golos da vitória dos encarnados, por 2-0. Emoção a rodos, com milhares e milhares a susterem a respiração até ao apito final de Carlos Xistra.

E foi a loucura total! Após as comemorações no Estádio da Luz, os Benfiquistas reuniram-se em massa na rotunda do Marquês de Pombal, onde se juntaram também os jogadores, a equipa técnica e o Presidente na comemoração do 33.º Campeonato Nacional… o início do Tetra!

Os Campeões Nacionais saíram do Estádio da Luz em apoteose, demorando horas para que o autocarro que os transportava atingisse o Marquês, com o vermelho e branco a vestir por completo as artérias da capital.

“Este título é dedicado ao grande Eusébio e ao Mário Coluna”, proclamou o líder benfiquista, Luís Filipe Vieira, recordando dois ícones do Clube – entretanto falecidos – nas primeiras palavras que dirigiu à multidão de entusiastas.

E a festa foi rija um pouco por todo o mundo… onde houvesse um Benfiquista!



11. Final da Liga dos Campeões

Foi um Estádio da Luz de gala que recebeu os clubes rivais de Madrid na Final da Liga dos Campeões. Na competição mais apetecida no futebol europeu de clubes, foram 60 976 os espectadores presentes, a criar um ambiente fantástico. Os jogadores responderam com entrega e abnegação.

Os minutos que antecederam o início da partida tiveram uma coreografia estrondosa completada pela fadista portuguesa Mariza, que cantou o Hino da Champions, criado em 1992 por Tony Britten, numa adaptação à música do Séc. XVIII “Zadok the Priest”, do alemão naturalizado inglês Handel.

Nas bancadas, um ambiente emocionante para um jogo especial. Os mais de 60 mil adeptos que assistiram à primeira final da Liga dos Campeões realizada em Lisboa tiveram direito a 120 minutos de futebol espetáculo, com o Real Madrid a dar a volta ao marcador e a conquistar o décimo troféu na prova… Foi a 24 de maio de 2014!



12. Ativação "Fly Emirates"

Mais um momento espetacular! No dia 25 de outubro de 2015, foi realizada uma ação de ativação do patrocínio da Emirates em pleno relvado do Estádio da Luz, precisamente antes do apito inicial de mais um emocionante dérbi alfacinha.

Um grupo de hospedeiras, inspiradas nas tradicionais instruções de segurança a bordo, fizeram uma demonstração sobre a melhor forma de apoiar o Benfica, incluindo, por exemplo, instruções sobre como usar o cachecol. As bancadas, lotadas, vibraram com o momento e acompanharam as instruções dadas…

Esta iniciativa foi premiada com um Leão de Ouro no Festival Internacional de Criatividade de Cannes 2016.



13. Tetracampeonato

Dia 13 de maio de 2017. Inesquecível! Um dia que ficará marcado para sempre na História do País. O Papa Francisco encerrava a sua visita a Fátima, Portugal ganhava pela primeira vez o Festival da Eurovisão da Canção e o Benfica conquistava o quarto título consecutivo, um inédito Tetracampeonato… Houve festa rija!

No Estádio da Luz, as expectativas eram bem altas para o jogo da penúltima (33.ª) jornada da Liga NOS. Um triunfo consumava automaticamente o 36.º título da história do Clube e a equipa entrou determinada, conseguindo esse objetivo de forma categórica.

Cervi, Raúl, Pizzi e Jonas (2) assinaram os golos de uma goleada, por 5-0, perante o Vitória de Guimarães, com as águias a rubricarem uma verdadeira exibição à Campeão!

Após o apito final, os jogadores fizeram a merecida festa no relvado, partilhando a alegria do histórico Tetra com os milhares de adeptos que, em alegria total, vestiram por completo a Catedral de vermelho bem rubro.

A festa do Benfica Tetracampeão foi longa e terminou em apoteose na Praça do Marquês de Pombal, no centro de Lisboa, com milhares e milhares de adeptos a celebrar junto com a equipa. Para sempre recordar!



14. Iniciativa Banco Alimentar

O Banco Alimentar Contra a Fome tinha recolhido pouco mais de 1800 toneladas de donativos no fim de semana de 27 e 28 de maio. A realização da final da Taça de Portugal (que o SL Benfica conquistou perante o Vitória de Guimarães, 2-1) fez com que houvesse menos voluntários na tarde do dia 28, o que levou a que o Clube avançasse para uma iniciativa de recolha de alimentos no dia 3 de junho, em que os adeptos teriam a oportunidade de tirar uma fotografia com os troféus referentes ao Campeonato Nacional, Taça de Portugal e Supertaça, expostos no relvado do Estádio da Luz.

O treinador Rui Vitória fez o apelo para a presença na última final da época e os Benfiquistas corresponderam em larga escala. “O Benfica, como disse Rui Vitória, não poderia ficar indiferente. O Benfica e a sua Fundação ajudaram. Quando o Benfica quer, as coisas acontecem. As pessoas aderem, porque têm coração”, sublinhou Carlos Moia, presidente executivo da Fundação Benfica.

O valor de 5 mil toneladas de donativos foi amplamente ultrapassado, com milhares de pessoas a dizerem presente. Numa iniciativa com final previsto para as 20h00, a mesma prolongou-se até perto da meia-noite. “As filas foram iguais ou superiores a muitas que nós vimos para os jogos”, realçou Jorge Miranda, diretor da Fundação.



15. 17 Milhões de adeptos na Catedral

São números impressionantes! Desde a sua inauguração até hoje o Estádio da Luz já ultrapassou os 17 milhões de espectadores no recinto e caminha a largos passos para atingir outros patamares.

Em 15 anos, a Catedral recebeu, até ao momento, um total de 17 218 753 de espectadores em todos os jogos realizados, onde se incluem, para além dos da equipa principal, os desafios do Benfica B, partidas do Campeonato da Europa de 2004, encontros da Seleção Nacional, a final da Liga dos Campeões de 2014 entre o Real Madrid e o Atlético de Madrid e a Cerimónia 7 Maravilhas do Mundo.

São muitos os desafios que superam a marca dos 60 mil adeptos, mas é preciso recuar até 9 de maio de 2010 para encontrar a maior assistência de sempre: foi no Benfica-Rio Ave. A equipa benfiquista conquistou o seu 32.º título de Campeão Nacional e na Luz estiveram 65 467 espectadores.

A Família Benfiquista continua a dar o exemplo e a maré vermelha faz-se sentir nesta que é uma época de Reconquista e onde o papel de todos e de cada um dos adeptos é fulcral… e os números são mais uma vez sintomáticos!

Em 2018/19, realizaram-se até ao momento sete jogos no Estádio da Luz, contabilizando-se um total de 387 778 espectadores. A média nos jogos da Liga NOS está nos 57 053, enquanto na Liga dos Campeões está nos 53 189.

Olhando para as estatísticas da Liga Portugal, o SL Benfica coloca inclusive quatro jogos em casa no top 5 das partidas com mais espectadores nas bancadas, sendo que o líder é o clássico com o FC Porto, no qual estiveram 61 567.

https://www.slbenfica.pt/pt-pt/agora/noticias/2018-2019/10/25/clube-benfica-aniversario-15-anos-15-momentos-estadio-da-luz

XibinhaSLB

  • *
  • Mensagens: 21574
  • Ano da "Reconquista"
  • Awards: User do Ano 2017
Re: Estádio da Luz
« Responder #826 em: 25 de Outubro de 2018, 10:42 »
15 ANOS DE ESTÁDIO DA LUZ: MEMÓRIAS DE NUNO GOMES


Citar
O ex-avançado foi o primeiro jogador do Benfica a marcar um golo na nova Catedral.  Foi ele que fez mexer, pela primeira vez, as redes de uma das balizas do novíssimo Estádio da Luz. A 25 de outubro de 2003, Nuno Gomes atirou – duas vezes – certeiro no 2-1 frente ao Nacional de Montevideu, na noite em que era inaugurada a nova Catedral.
“O próprio dia da inauguração do Estádio da Luz foi, para mim, um momento fantástico. Não só porque estávamos a inaugurar o Estádio, mas também porque marquei dois golos nesse dia e não vou esquecer que fui o primeiro jogador a marcar no novo Estádio da Luz”, recordou em declarações exclusivas ao Site Oficial.



Onze anos depois, o título nacional. Naquele 22 de maio de 2005, no Bessa, os encarnados sagravam-se Campeões em 2004/05, num jogo em que bastava não perder (1-1). À chegada a Lisboa, a Luz encheu-se de adeptos como se de um jogo de futebol se tratasse… O Benfica abriu as portas para os milhares de adeptos festejarem até às tantas o título – “muito desejado” por Nuno Gomes – que demorou mais de uma década a regressar a casa.

“Não deixa de ser engraçado que um dos meus melhores momentos no Estádio da Luz não tenha sido em dia de jogo. Tínhamos jogado com o Boavista no Bessa, mas depois viemos fazer a festa ao Estádio. É esse, inevitavelmente, um dos melhores momentos, na época 2004/05 quando fomos campeões. Era um momento com o qual eu sonhava muito, que era poder festejar na Luz um título”, revelou o antigo camisola 21 das águias, que vestiu o Manto Sagrado entre 1997/98 e 1990/2000, tendo regressado depois em 2002/03 até 2010/11.

“A quantidade de Benfiquistas, o ambiente vivido, apesar de já serem altas horas da madrugada... As pessoas não arredaram pé do Estádio, esperaram pela equipa e depois foi a festa com a alegria estampada no rosto de todos, que até invadiram o campo a determinada altura e se juntaram a nós. Foi uma explosão de alegria muito grande”, confessou.



Uma semana antes, a 14 de maio de 2005, Luisão direcionava o Benfica para o 31.º título nacional, num dérbi que discutia a liderança da, na altura, SuperLiga. Disputava-se a 33.ª e penúltima jornada do Campeonato e Benfica e Sporting partilhavam o comando, sendo que uma vitória assegurava praticamente o título. Tudo ficou decidido muito perto do fim, num livre cobrado por Petit que Luisão corrigiu de cabeça para a baliza de Ricardo.

“Foi graças ao jogo da semana anterior – que é um dos outros momentos que eu acho que vale a pena recordar –, contra o Sporting, na nossa casa, que ficámos mais perto do tão desejado título”, concluiu.

https://www.slbenfica.pt/pt-pt/agora/noticias/2018-2019/10/25/aniversario-estadio-da-luz-15-anos-memorias-ex-jogador-benfica-nuno-gomes

XibinhaSLB

  • *
  • Mensagens: 21574
  • Ano da "Reconquista"
  • Awards: User do Ano 2017
Re: Estádio da Luz
« Responder #827 em: 25 de Outubro de 2018, 10:43 »
15 ANOS DE ESTÁDIO DA LUZ: MEMÓRIAS DE DAVID LUIZ


Citar
Defesa-central destacou-se na Catedral nos quatro anos em que esteve ao serviço do Benfica. "O Estádio da Luz foi onde sempre me senti em casa, desde que tive a oportunidade de conhecê-lo" – é assim que David Luiz, em declarações exclusivas ao Site Oficial, fala do palco onde se destacou com a camisola do Benfica durante quatro anos (janeiro de 2007 a janeiro de 2011).
"E não falo só do terreno de jogo; falo de toda a energia que envolve, de todas as pessoas que têm a oportunidade de trabalhar no Estádio", acrescentou o defesa-central que no presente alinha no Chelsea.

"Lembro-me da primeira vez em que estive no Estádio, das pessoas que me deram o primeiro fato e gravata, do pessoal da limpeza, da portaria... Cada um tem a sua contribuição para que o Estádio da Luz seja iluminado não apenas no nome", afirmou o internacional brasileiro.



"Tudo o que vivi foi – e é – especial, está dentro do meu coração até hoje, seja o meu primeiro jogo, sejam as duas ou três vezes em que voltei de lesão e recebi o carinho e o amor dos adeptos, que me acolheram e levaram nos braços para que eu pudesse voltar a viver aquela alegria", descreveu David Luiz.

"Recordo-me dos momentos de glória no futebol, quando fomos Campeões Nacionais, mas também de todo o amor que existe ali, de todas as vezes em que entrava em campo e via nas bancadas pais que levam filhos, filhos que levam os pais, gerações diferentes, casais de mais 60/70 anos que estão ali juntos, sempre na mesma cadeirinha, apoiando a equipa. As crianças, que desde pequenas já conhecem o Estádio e vivem ali alegrias que vão levar para o resto da vida", testemunhou o jogador.



"As pessoas que conhecem o Estádio da Luz conseguem perceber o que o diferencia de todos os outros estádios do mundo. Tenho saudades do Estádio da Luz, vou ser eternamente grato a Deus por tudo o que vivi ali. Foi um período na minha vida onde sempre reinou o sorriso, a alegria e o amor", vincou o defesa.

"Devo muito a esse palco, a essa casa, a esse lugar que é um dos mais especiais da minha vida. Até porque, muitas vezes em que estava fora dele, tinha o prazer de me sentar – eu vivia pertinho... – e admirar a beleza do Estádio por fora. Faz parte da minha vida, vou levá-lo eternamente no meu coração", assegurou.

https://www.slbenfica.pt/pt-pt/agora/noticias/2018-2019/10/25/aniversario-estadio-da-luz-15-anos-memorias-ex-jogador-benfica-david-luiz

XibinhaSLB

  • *
  • Mensagens: 21574
  • Ano da "Reconquista"
  • Awards: User do Ano 2017
Re: Estádio da Luz
« Responder #828 em: 25 de Outubro de 2018, 10:44 »
15 ANOS DE ESTÁDIO DA LUZ: MEMÓRIAS DE RICARDO ROCHA


Citar
Ex-defesa vestiu o Manto Sagrado durante quatro épocas e meia, tendo saído no mercado de inverno da temporada 2005/06. A 25 de outubro de 2003 abriam-se as portas do novo Estádio da Luz. Depois de alguns meses com a “casa às costas”, os encarnados estavam de regresso, numa noite que permanece na memória de Ricardo Rocha.
“A inauguração foi um momento fantástico, que marcou muito, por toda a magnitude e qualidade do projeto do Estádio. Tudo era novo, depois do que nós também sofremos em termos de trabalho, a jogar no Jamor, por exemplo. Mas não consigo eleger um só momento”, confessou, em declarações exclusivas ao Site Oficial, o antigo defesa-central das águias que acompanhou a mudança do velho Estádio da Luz para uma “nova” e “moderna” Catedral.

Com mais de quatro épocas ao serviço do Benfica, ganhou uma Supertaça (2005/06), uma Taça de Portugal (2003/04) e um Campeonato Nacional (2004/05). E é precisamente esse título nacional que ainda tem na memória. Uma semana depois de um dérbi que deixou os encarnados à beira da conquista do troféu (1-0), a formação liderada por Giovanni Trapattoni foi empatar no Bessa (1-1). Uma igualdade que valia o título, 11 anos depois…

“Estou a lembrar-me daquele jogo com o Sporting [o Benfica ganhara por 1-0 com um golo de Luisão], em 2005, e ainda a festa do Campeonato, nesse mesmo ano, quando chegámos às 5h00/6h00 da manhã ao Estádio da Luz e tínhamos 50 mil adeptos para festejar o título connosco. Há sempre muitos e bons momentos que ficam marcados quando falamos de um Estádio com esta dimensão”, afirmou o português, que chegou à Luz em 2002/03 e saiu para o Tottenham no mercado de janeiro de 2006.



Aos 40 anos, e depois de ter pendurado as chuteiras, Ricardo Rocha guarda o dia em que, no Estádio da Luz, “secou” Ronaldinho Gaúcho. Um jogo “especial e marcante”, onde o ex-defesa encarnado assumiu a posição de lateral-direito para a marcação homem a homem ao melhor jogador do mundo.

“Se tivesse de eleger um jogo, diria o da Liga dos Campeões, com o Barcelona, a nível pessoal. O Barcelona naquela altura era talvez a melhor equipa a nível mundial, tinha o melhor jogador do mundo, que era o Ronaldinho, e foi muito especial esse jogo”, descreveu, relembrado aquele duelo da primeira mão dos quartos de final da Champions a 28 de março de 2006.

https://www.slbenfica.pt/pt-pt/agora/noticias/2018-2019/10/25/aniversario-estadio-da-luz-15-anos-memorias-ex-jogador-benfica-ricardo-rocha

SLB_Fanatic

  • *
  • Mensagens: 24783
  • "... nunca encontrou rival neste nosso Portugal! "
Re: Estádio da Luz
« Responder #829 em: 25 de Outubro de 2018, 10:48 »


15 anos de uma beleza real, que lhe dá um valor tão profundo... Parabéns à Catedral da Luz!

 :slb: :benfica: :slb:
YOU'LL NEVER WALK ALONE

XibinhaSLB

  • *
  • Mensagens: 21574
  • Ano da "Reconquista"
  • Awards: User do Ano 2017
Re: Estádio da Luz
« Responder #830 em: 26 de Outubro de 2018, 10:47 »
15 ANOS DE ESTÁDIO DA LUZ: MEMÓRIAS DE AIMAR


Citar
El Mago fez cinco épocas completas (2008-2013) com a camisola 10 do Benfica. Pablo Aimar espalhou magia no relvado do Estádio da Luz durante cinco temporadas completas (2008/09-2012/13). Com a camisola 10 do Benfica, o craque argentino desfrutou de momentos inolvidáveis.
"Das coisas de que mais me lembro do Estádio da Luz, e que mais me impressionaram, foram as primeiras vezes em que saí para o campo e vi a grandeza daquele lugar. Isso realmente teve um enorme impacto em mim", confessou El Mago Aimar em declarações exclusivas ao Site Oficial do SL Benfica.



"Ver todo o Estádio tingido de vermelho foi um espetáculo único, que depois, com o tempo, me acostumei a ver todas as vezes em que jogávamos em casa", completou o ex-internacional argentino.

"Outro momento que gerou em mim uma enorme memória: os adeptos a cantarem o hino do Benfica. Sem dúvida, nessa altura o relógio parece parar no tempo. Ver todas as pessoas cantando a música com os seus cachecóis do Clube é maravilhoso", testemunhou Aimar.

https://www.slbenfica.pt/pt-pt/agora/noticias/2018-2019/10/25/aniversario-estadio-da-luz-15-anos-memorias-ex-jogador-benfica-aimar

XibinhaSLB

  • *
  • Mensagens: 21574
  • Ano da "Reconquista"
  • Awards: User do Ano 2017
Re: Estádio da Luz
« Responder #831 em: 26 de Outubro de 2018, 10:48 »
15 ANOS DE ESTÁDIO DA LUZ: MEMÓRIAS DE GEOVANNI


Citar
Ex-internacional brasileiro ingressou no Benfica no inverno de 2003 e serviu o Clube durante três épocas e meia. Geovanni alinhou com as cores das águias durante três temporadas e meia (de janeiro de 2003 a 2005/06). Teve a singular oportunidade de atuar no antigo e no novo Estádio da Luz.
"Deixa-me muito feliz ter podido jogar nesse gigante europeu que é o Benfica. Foi um prazer muito grande ter representado o Clube", confessou o ex-internacional brasileiro em declarações exclusivas ao Site Oficial.



Destapando memórias da nova Catedral, Geovanni puxou para primeiro plano um acontecimento da maior relevância na Liga dos Campeões. "Um momento marcante que vivi no Estádio da Luz foi na vitória por 2-1 sobre o Manchester United [7 de dezembro de 2005], onde pude fazer o golo num cruzamento do Nélson. Foi muito especial, o Manchester United tinha Cristiano Ronaldo, Van der Sar, Paul Scholes, Giggs… Era uma máquina! E nós, diante dos nossos adeptos, conseguimos uma façanha, ganhando a um gigante. Esse jogo ficou marcado para sempre", partilhou o ex-jogador.

"Foi muito bom ter jogado no antigo e no novo Estádio da Luz. Espero que, a cada ano, possa ajudar a equipa, porque a sua casa, onde os adeptos se sentem bem, já entrou para a história. É um Estádio fenomenal e é com muito orgulho que eu falo dele e de um Clube pelo qual tenho um carinho muito grande", acentuou Geovanni, que, lembre-se, despiu a camisola do Barcelona para vestir a do Benfica no mercado de inverno de 2003.

https://www.slbenfica.pt/pt-pt/agora/noticias/2018-2019/10/25/aniversario-estadio-da-luz-15-anos-memorias-ex-jogador-benfica-geovanni

XibinhaSLB

  • *
  • Mensagens: 21574
  • Ano da "Reconquista"
  • Awards: User do Ano 2017
Re: Estádio da Luz
« Responder #832 em: 26 de Outubro de 2018, 10:49 »
15 ANOS DE ESTÁDIO DA LUZ: MEMÓRIAS DE SAVIOLA


Citar
Ex-avançado argentino do Benfica destaca o título nacional conquistado em 2009/10, numa das três temporadas ao serviço dos encarnados. “O carinho dos adeptos, o Campeonato conquistado e a grandeza do Benfica.” É assim que, a propósito dos 15 anos do novo Estádio da Luz, Saviola recorda o Clube que defendeu durante três temporadas.
“Para mim, é a maior alegria ter feito parte desse Clube. Nunca tinha conhecido um clube com tanta história, com tantos adeptos – acho que isso foi o que me surpreendeu mais. Ficava admirado quando saíamos e, mesmo noutro país, havia uma quantidade de gente impressionante que nos ia ver”, recordou, em declarações exclusivas ao Site Oficial.



Javier Saviola chegou ao Benfica proveniente do Real Madrid em 2009/10 e ajudou à conquista do título nacional no ano de estreia. 9 de maio de 2010: os encarnados defrontavam o Rio Ave, no Estádio da Luz, com uma das mãos no troféu de campeão. Quando precisavam de apenas um ponto, as águias venceram por 2-1 e festejaram o tão desejado título, cinco anos depois.

“A melhor memória de todas foi quando ganhámos o Campeonato, com aquela equipa que fazia felizes os adeptos, com jogadores de uma qualidade e um nível espetaculares. Essa é a recordação mais bonita. Foi uma temporada grandiosa”, relatou, relembrando o 32.º título conquistado pelo Clube da Luz, com dois golos de Cardozo.

“Nunca vou esquecer o carinho dos adeptos, o Campeonato que conquistámos e a grandeza do Clube”, garantiu o ex-avançado argentino.

https://www.slbenfica.pt/pt-pt/agora/noticias/2018-2019/10/25/aniversario-estadio-da-luz-15-anos-memorias-ex-jogador-benfica-saviola

XibinhaSLB

  • *
  • Mensagens: 21574
  • Ano da "Reconquista"
  • Awards: User do Ano 2017
Re: Estádio da Luz
« Responder #833 em: 26 de Outubro de 2018, 10:50 »
15 ANOS DE ESTÁDIO DA LUZ: VOTE NO MELHOR ONZE


Citar
A votação decorre entre 25 e 29 de outubro. Ao longo dos últimos 15 anos foram muitos os jogadores do SL Benfica que atuaram no Estádio da Luz. O desafio que lançamos é que escolha o onze de um lote de futebolistas que selecionámos e que cumprem dois critérios: tiveram um mínimo de 15 jogos oficiais neste Estádio, tendo este registo totalizado pelo menos 1015 minutos em campo.
A bola está agora do seu lado! A votação decorre entre 25 e 29 de outubro e elegerá um guarda-redes, dois laterais, dois centrais, três médios e três extremos/avançados.

VOTAÇÃO EXCLUSIVA A SÓCIOS E ADEPTOS
REGISTADOS NO SITE DO SPORT LISBOA E BENFICA.

https://www.slbenfica.pt/pt-pt/agora/noticias/2018-2019/10/25/votacao-15-aniversario-estadio-da-luz-escolha-e-eleja-o-onze

XibinhaSLB

  • *
  • Mensagens: 21574
  • Ano da "Reconquista"
  • Awards: User do Ano 2017
Re: Estádio da Luz
« Responder #834 em: 26 de Outubro de 2018, 10:52 »
15 ANOS DE ESTÁDIO DA LUZ: MEMÓRIAS DE WITSEL


Citar
Internacional belga competiu pelo Benfica na época 2011/12 e ainda fez os primeiros três jogos de 2012/13. Axel Witsel esteve pouco mais de um ano no Benfica, mas essa passagem pelo Estádio da Luz foi vivida com grande intensidade. "Sinto como se tivesse jogado três temporadas no Clube", comentou o internacional belga em declarações exclusivas ao Site Oficial.
"Um dos melhores momentos no Estádio da Luz foi quando ali marquei os primeiros golos [24 de agosto de 2011], contra o Twente, na segunda mão do play-off da Liga dos Campeões. Ganhámos 3-1 e eu fiz um golo de bicicleta. Foi um momento muito importante", recordou Witsel em bom português.



"Foi o meu começo no Benfica. Dois golos na Luz, numa atmosfera espetacular... Era um jogo que valia a entrada na fase de grupos da Liga dos Campeões. Esse foi o momento dos momentos. Começar bem foi muito bom, porque depois ficou tudo muito mais fácil para mim. Os primeiros jogos como titular são sempre importantes", reconheceu o centrocampista que na atualidade representa o Borússia Dortmund.

"O ambiente do Estádio foi sempre muito bom. Tive uma boa relação com os adeptos, é outra lembrança que guardo com muito carinho. Joguei praticamente só um ano no Benfica, mas sinto como se tivesse jogado três temporadas. Não ganhámos o Campeonato, mas foi um ano espetacular, também pela atmosfera que os adeptos criam no Estádio", comentou Witsel, que envergou o Manto Sagrado em 52 partidas.



"Mesmo nos jogos contra equipas de menor dimensão, o Estádio está quase sempre cheio, e isso é muito raro de ver num clube. É também por isto que o Estádio da Luz é muito especial. E nos clássicos o ambiente era ainda dez vezes mais intenso", lembrou o jogador que as águias contrataram ao Standard Liège no defeso de 2011/12. Em setembro de 2013, Witsel transferiu-se para o Zenit.

https://www.slbenfica.pt/pt-pt/agora/noticias/2018-2019/10/25/aniversario-estadio-da-luz-15-anos-memorias-ex-jogador-benfica-witsel

XibinhaSLB

  • *
  • Mensagens: 21574
  • Ano da "Reconquista"
  • Awards: User do Ano 2017
Re: Estádio da Luz
« Responder #835 em: 26 de Outubro de 2018, 10:54 »
15 ANOS DE ESTÁDIO DA LUZ: MEMÓRIAS DE CARDOZO


Citar
Avançado envergou a camisola 7 do Benfica ao longo de sete temporadas (2007/08-2013/14). Foram sete temporadas de alto nível no Benfica (2007/08-2013/14). São muitas as histórias que Óscar Cardozo tem para recordar e contar dos jogos realizados no Estádio da Luz.
"Podíamos estar a falar durante uma hora sobre os bons momentos que vivi no Estádio com a camisola do Benfica. E mesmo assim seria pouco tempo", assinalou o antigo avançado das águias em declarações exclusivas ao Site Oficial do SL Benfica.

"Foram golos, muitos golos... Foi tudo muito especial", salientou Cardozo, que está na história do Clube como o melhor goleador estrangeiro (172 golos).

As lembranças levam-no para acontecimentos concretos: no dia 9 de maio de 2010, o Benfica sagrou-se Campeão Nacional, batendo o Rio Ave na derradeira jornada da prova por 2-1. Cardozo faturou a dobrar. "Esse é, sem dúvida, um momento emblemático. Marquei os dois golos na partida em que conseguimos o título nacional", destacou.



Memórias boas não faltam. "Aqueles três golos ao Sporting na Taça de Portugal... Ganhámos 4-3 após prolongamento", situou o internacional paraguaio, referindo-se ao dérbi que teve lugar na Catedral em 9 de novembro de 2013.

"Houve também um golo muito especial, foi contra o Manchester United [14 de setembro de 2011], na fase de grupos da Liga dos Campeões. Vivi momentos muito bons no Benfica e no Estádio da Luz", partilhou Cardozo. "Os golos que marquei ao FC Porto, os que fiz na Liga Europa... Foram tantos momentos inesquecíveis", reforçou.



"E os adeptos! Não me esqueço dos adeptos. Ficava arrepiado quando eles cantavam a minha canção", desfiou o antigo camisola sete das águias. "Lembro-me também do voo da águia Vitória, era sempre muito bonito de se ver. Tenho muitas saudades de tudo o que vivi no Estádio da Luz", rematou o esquerdino.

https://www.slbenfica.pt/pt-pt/agora/noticias/2018-2019/10/25/aniversario-estadio-da-luz-15-anos-memorias-ex-jogador-benfica-cardozo

XibinhaSLB

  • *
  • Mensagens: 21574
  • Ano da "Reconquista"
  • Awards: User do Ano 2017
Re: Estádio da Luz
« Responder #836 em: 26 de Outubro de 2018, 11:00 »
15 ANOS DE ESTÁDIO DA LUZ: MEMÓRIAS DE GAITÁN


Citar
Extremo argentino vestiu de vermelho e branco durante seis temporadas. Foram, ao todo, seis temporadas, 125 jogos e 21 golos pelo Benfica no Estádio da Luz. Dois anos depois de, em lágrimas, se ter despedido do Benfica, Gaitán recorda alguns dos momentos vividos na Catedral.
“São momentos muito bonitos os que guardo de cada vez que jogava no Estádio da Luz. Recordo-me muito bem de algumas partidas importantes, nomeadamente clássicos e dérbis. Há alguns que me marcaram, como é o caso do Benfica-FC Porto logo após a morte de Eusébio. Foi uma partida diferente, muito intensa, e vivemo-la de uma forma muito especial. Sentia-se a energia positiva no Estádio. Foi um jogo que qualquer pessoa que tenha jogado ou que tenha estado no Estádio neste dia sabe do que estou a falar”, recordou em declarações exclusivas ao Site Oficial.



Apaixonou-se pelos adeptos encarnados e o carinho foi retribuído. No último jogo no Estádio da Luz, a 15 de maio de 2016, foi protagonista de um momento arrepiante. Na tarde da conquista do Tricampeonato (Benfica-Nacional, 4-1) fez levantar as bancadas de toda a Catedral... Três vezes! Além dos dois golos marcados, saiu, aos 65’, “embalado” por uma autêntica Maré Vermelha. Com uma vénia, os adeptos repetiam “Nico” em uníssono.

“Houve muitos jogos da Liga dos Campeões muito bonitos… Mas lembro-me da minha última partida no Estádio da Luz, que foi contra o Nacional da Madeira, no jogo em que conseguimos o Tri. Marquei [dois golos] e é um jogo importante que guardo com muito carinho da minha passagem pelo Benfica”, confessou o extremo argentino.



“Aproveito para desejar o melhor ao Benfica. Estou sempre interessado em saber do Clube, dos adeptos e desejo, de coração, o melhor. Sempre! Que os adeptos sigam apoiando a equipa, como fazem sempre, porque são uma parte muito importante”, rematou.

https://www.slbenfica.pt/pt-pt/agora/noticias/2018-2019/10/25/aniversario-estadio-da-luz-15-anos-memorias-ex-jogador-benfica-gaitan

XibinhaSLB

  • *
  • Mensagens: 21574
  • Ano da "Reconquista"
  • Awards: User do Ano 2017
Re: Estádio da Luz
« Responder #837 em: 26 de Outubro de 2018, 11:01 »
15 ANOS DE NOVA LUZ: MAIS DE 17 MILHÕES A COLORIR AS BANCADAS


Citar
O Estádio do SL Benfica é um motivo de orgulho e a casa dos Benfiquistas. Eles têm dito presente ao longo desta década e meia, e o apoio fervoroso nos jogos tem sido fundamental para as várias conquistas. 25 de outubro é um dia incontornável na história do novo Estádio do Sport Lisboa e Benfica. No ano de 2003, a nova Catedral dos Benfiquistas era inaugurada e tornava-se, imediatamente, no novo motivo de orgulho para os adeptos.
Desde essa data foram muitos os jogos – Clube e seleções –, muitos os adeptos que preencheram as bancadas, muitas as alegrias que fizeram o novo Estádio da Luz transbordar de alegria, mas também algumas as desilusões que tornaram o Benfica mais forte, levando-o de encontro aos ambicionados títulos, com destaque para o inédito Tetracampeonato.

Em 15 anos, o Estádio da Luz recebeu um total de 17 218 753 espectadores em todos os jogos realizados. Neste item incluem-se os jogos das equipas principal e B do Benfica, partidas do Campeonato da Europa de 2004, encontros da Seleção Nacional, a final da Liga dos Campeões de 2014 entre o Real Madrid e o Atlético de Madrid e a Cerimónia 7 Maravilhas do Mundo.



Nesta década e meia houve muitas enchentes, muitos jogos acima dos 60 mil adeptos, mas nenhum supera os 65 467 espectadores registados a 9 de maio de 2010, no Benfica-Rio Ave (2-1) que resultou no 32.º título de Campeão Nacional dos encarnados.

A militância benfiquista não se esgota. Os adeptos continuam a dizer presente, como comprovam os números de 2018/19, época da Reconquista. Até ao momento realizaram-se sete jogos e estiveram um total de 387 778 espectadores. A média nos jogos da Liga NOS está nos 57 053, enquanto na Champions está nos 53 189. O Benfica coloca mesmo, segundo as estatísticas da Liga Portugal, quatro jogos em casa no top 5 das partidas com mais espectadores nas bancadas, sendo que o líder é o clássico com o FC Porto, no qual estiveram 61 567 pessoas.

Top 15 de assistências no Estádio da Luz em jogos do Benfica
Os jogos do Campeonato Nacional estão em maioria no top das assistências, mas há mais competições no cume deste ranking – Champions e Taça de Portugal – e ainda um jogo particular, este especial pois foi o da inauguração da Catedral, a 25 de outubro de 2003.

A presença de dérbis, clássicos e de jogos da Liga dos Campeões com adversários de nomeada ou em eliminatórias adiantadas da liga milionária não surpreendem. Surpresa, talvez, podem ser a presença de clubes como Rio Ave, V. Guimarães ou Nacional. Estes três jogos estão entre os mais concorridos pela razão de redundarem em conquistas do título da Liga portuguesa.



ÉPOCA   ADVERSÁRIO   COMPETIÇÃO   ASSISTÊNCIA
2009/10   Rio Ave   Liga   65 467
2009/10   SC Braga   Liga   64 914
2015/16   Nacional   Liga   64 525
2005/06   Barcelona   Champions   64 395
2003/04   Sporting   Liga   64 386
2003/04   Inter de Milão   Liga Europa   64 386
2003/04   Nacional Montevideu   Particular   64 386
2004/05   FC Porto   Liga   64 386
2004/05   Sporting   Liga   64 386
2004/05   Sporting   Taça de Portugal   64 386
2015/16   Bayern Munique   Champions   64 358
2016/17   FC Porto   Liga   64 228
2016/17   V. Guimarães   Liga   64 162
2011/12   Manchester United   Champions   64 069
2012/13   Barcelona   Champions   63 927

https://www.slbenfica.pt/pt-pt/agora/noticias/2018-2019/10/25/aniversario-estadio-da-luz-15-anos-numero-total-de-adeptos

XibinhaSLB

  • *
  • Mensagens: 21574
  • Ano da "Reconquista"
  • Awards: User do Ano 2017
Re: Estádio da Luz
« Responder #838 em: 26 de Outubro de 2018, 11:02 »
15 ANOS DE ESTÁDIO DA LUZ: MEMÓRIAS DE SIQUEIRA


Citar
Ex-lateral-esquerdo defendeu as cores do Benfica na temporada 2013/14, por empréstimo do Granada. Admite ter vivido uma das mais intensas épocas em 2013/14 quando, por empréstimo do Granada, serviu o Benfica. Guilherme Siqueira jogou 33 jogos, 17 deles no Estádio que comemora 15 anos de vida, conquistou três títulos – Campeonato Nacional, Taça de Portugal e Taça da Liga – e marcou um golo que ainda hoje não esquece. 



“O primeiro de muitos momentos importante no Estádio da Luz foi o meu primeiro golo pelo Benfica, contra o Nacional da Madeira. Foi muito especial”, contou em declarações exclusivas ao Site Oficial, recordando a tarde de 27 de outubro, quando o Benfica bateu a formação madeirense por 2-0. Na 8.ª jornada do Campeonato, aos 15' o defesa brasileiro arrancou pela esquerda, combinando com Cardozo na cabeça da área e rematando de pé esquerdo, com a bola ainda a tocar na perna de Gottardi. Sairia aos 27’, por lesão, dando o lugar a André Almeida.

A 12 de janeiro de 2014, uma semana depois da morte de Eusébio da Silva Ferreira, o Pantera Negra voltou a entrar em campo – no espírito, nas bocas dos adeptos e nas costas dos jogadores encarnados – para levar o Benfica a um triunfo por 2-0 sobre o FC Porto. Perante 62 508 espectadores (naquela que foi a maior enchente de 2013/14), o Benfica terminava a primeira volta do Campeonato Nacional no primeiro lugar com 36 pontos numa época que culminaria com o título nacional – o primeiro do Tetra.

“Não posso esquecer o clássico com o FC Porto, em que ganhámos 2-0 no Estádio da Luz, depois da morte de Eusébio. Aquele jogo ficou sempre, sem dúvida, muito marcado. Foi uma semana diferente, onde nós queríamos muito ganhar, pelo Eusébio, pela família dele e lembro-me que fizemos um jogo perfeito por todos eles. Cada golo foi comemorado com uma garra tremenda, com o apoio dos adeptos do início ao fim do jogo. Foi um ambiente, uma atmosfera incrível que, sem dúvida alguma, vai ficar marcada para o resto da minha vida”, confessou o ex-lateral-esquerdo, que em agosto deste ano colocou um ponto final na carreira, depois de um período de várias lesões.

https://www.slbenfica.pt/pt-pt/agora/noticias/2018-2019/10/25/aniversario-estadio-da-luz-15-anos-memorias-ex-jogador-benfica-siqueira


XibinhaSLB

  • *
  • Mensagens: 21574
  • Ano da "Reconquista"
  • Awards: User do Ano 2017
Re: Estádio da Luz
« Responder #839 em: 26 de Outubro de 2018, 11:02 »
15 ANOS DE ESTÁDIO DA LUZ: MEMÓRIAS DE EDERSON


Citar
Guarda-redes defendeu a baliza do Benfica nas temporadas 2015/16 e 2016/17. "Vestir a camisola do Benfica e jogar no Estádio da Luz sempre foi muito especial para mim, mas tenho três jogos dos quais guardo muito boas recordações", confessou Ederson, ex-guarda-redes das águias, em declarações exclusivas ao Site Oficial do SL Benfica.



"O primeiro jogo foi contra o Nacional, na minha temporada de estreia [2015/16]. Estávamos na última partida do Campeonato [15 de maio de 2016], precisávamos da vitória para sermos campeões. Ganhámos e festejámos a conquista do Tricampeonato", descreveu o atual dono da baliza do Manchester City.

"O segundo é aquele onde eu acho que fiz a melhor partida da minha carreira pelo Benfica. Foi contra o Borússia Dortmund [14 de fevereiro de 2017], na primeira mão dos oitavos de final da Champions League. Fiz uma grande exibição e pude ajudar a minha equipa a sair com a vitória e com a vantagem", narrou o internacional brasileiro. "O terceiro tem um sabor mais especial: foi o meu último jogo no Estádio da Luz, contra o Vitória de Guimarães [13 de maio de 2017]. Uma vitória e éramos Campeões Nacionais. Vencemos e eu acabei por fazer uma assistência para o Raúl, foi a primeira da minha carreira como profissional. Poder despedir-me da Luz com o Tetracampeonato foi muito especial", assegurou o guardião.

"E há ainda os adeptos, que são muito fanáticos, sempre apoiam a equipa e criam uma atmosfera incrível para quem joga lá", finalizou Ederson.

https://www.slbenfica.pt/pt-pt/agora/noticias/2018-2019/10/25/aniversario-estadio-da-luz-15-anos-memorias-ex-jogador-benfica-ederson

XibinhaSLB

  • *
  • Mensagens: 21574
  • Ano da "Reconquista"
  • Awards: User do Ano 2017
Re: Estádio da Luz
« Responder #840 em: 26 de Outubro de 2018, 11:03 »
15 ANOS DE ESTÁDIO DA LUZ: MEMÓRIAS DE JAVI GARCÍA


Citar
Médio espanhol defendeu o Benfica durante pouco mais de três temporadas. Dos 15 anos de existência do novo Estádio da Luz, Javi García partilhou três deles, fazendo 64 jogos [nove para a Liga dos Campeões, 11 para a Liga Europa, 34 para o Campeonato, quatro para a Taça de Portugal e seis para a Taça da Liga] e marcando oito golos. Um deles vai ficar “para sempre” na memória do espanhol.



Quarta-feira, 2 de março de 2011. Benfica e Sporting disputavam, num Estádio da Luz com quase 50 mil espectadores, um lugar na final da Taça da Liga. Hélder Postiga inaugurou o marcador (21’), Cardozo igualou (34’) e Javi García sentenciou a partida (90'+2'). Franco Jara centrou alto, Cardozo desviou a bola e deixou-a mesmo à frente do espanhol, que apenas teve de desviar de Rui Patrício.

“O melhor momento que eu vivi no Estádio da Luz foi no dérbi. Foi numa receção ao Sporting, para a Taça da Liga, onde ganhámos e eu marquei o segundo golo. Foi já no prolongamento e, para mim, foi impressionante. Não sou de marcar muitos golos e marcar o golo da vitória contra o Sporting num dérbi com o Estádio completamente cheio, ver toda a gente a gritar, ainda por cima eram os últimos minutos… Foi um momento que nunca esquecerei. Este golo vai ficar para sempre na minha memória”, confessou Javi García em declarações exclusivas ao Site Oficial.

https://www.slbenfica.pt/pt-pt/agora/noticias/2018-2019/10/25/aniversario-estadio-da-luz-15-anos-memorias-ex-jogador-benfica-javi-garcia

XibinhaSLB

  • *
  • Mensagens: 21574
  • Ano da "Reconquista"
  • Awards: User do Ano 2017
Re: Estádio da Luz
« Responder #841 em: 26 de Outubro de 2018, 11:04 »
15 ANOS DE ESTÁDIO DA LUZ: MEMÓRIAS DE MATIC


Citar
Vestiu o Manto Sagrado durante duas épocas e meia (2011/12 a janeiro de 2014). Nemanja Matic defendeu as cores do Benfica durante duas épocas e meia (2011/12 a janeiro de 2014). Viveu momentos de grande fervor e impacto no Estádio da Luz, mas há um que destaca dos demais: aconteceu a 13 de janeiro de 2013, num clássico com o FC Porto, inserido na 14.ª jornada do Campeonato.
"Aquele golo que marquei contra o FC Porto foi provavelmente o meu melhor momento no Estádio da Luz", revelou o médio que atualmente representa o Manchester United, em declarações exclusivas ao Site Oficial do SL Benfica. Na verdade, "aquele golo" foi um golaço, um tiro à meia-volta, de pé esquerdo, à entrada da área portista, numa noite em que estiveram mais de 60 mil espectadores nas bancadas da Catedral.



Ao remexer no baú das memórias, o internacional sérvio avança para a época 2013/14 e detém-se no dia 9 de novembro de 2013, num dérbi para a Taça de Portugal. "Tenho bem presente essa vitória por 4-3 sobre o Sporting. Foi um grande jogo", realçou Matic, que faria a última partida pelas águias a 12 de janeiro de 2014, no clássico dos Eusébios, disputado passados poucos dias sobre a morte do Pantera Negra.

"Foi o meu último jogo pelo Benfica, uma vitória por 2-0 contra o FC Porto. Fizemos uma grande exibição. Sempre foi especial jogar no Estádio da Luz", comentou o antigo centrocampista dos encarnados.

"Os adeptos são espetaculares, passam uma força incrível aos jogadores. Há sempre muita gente, a casa está quase sempre cheia. Um grande ambiente como o do Estádio da Luz mexe sempre com os jogadores. Os adeptos Benfiquistas são top", enfatizou o esquerdino.

https://www.slbenfica.pt/pt-pt/agora/noticias/2018-2019/10/25/aniversario-estadio-da-luz-15-anos-memorias-ex-jogador-benfica-matic

XibinhaSLB

  • *
  • Mensagens: 21574
  • Ano da "Reconquista"
  • Awards: User do Ano 2017
Re: Estádio da Luz
« Responder #842 em: 26 de Outubro de 2018, 11:05 »
15 ANOS DE ESTÁDIO DA LUZ: MEMÓRIAS DE ARTUR MORAES


Citar
Dos 71 jogos oficiais em que defendeu as redes da baliza encarnada no novo Estádio da Luz, houve um que marcou a carreira de Artur Moraes, que vestiu a camisola do Benfica durante quatro temporadas.



“Para mim, um dos momentos mais especiais no Estádio da Luz foi a vitória por 3-1 sobre o Fenerbahçe, que nos deu o acesso à final da Liga Europa [2012/13], onde jogámos depois contra o Chelsea”, contou o ex-guarda-redes em declarações exclusivas ao Site Oficial do SL Benfica.

2 de maio de 2013. Na segunda mão das meias-finais da Liga Europa, o Benfica vencia por 3-1 o Fenerbahçe, perante 55 mil adeptos na Luz. Os encarnados superavam, então, a derrota por 1-0 na Turquia e carimbavam o passsaporte para Amesterdão, onde a 15 de maio perderiam por 1-2 frente ao Chelsea.

“Foi um jogo muito difícil. O Fenerbahçe vinha de uma vantagem de 1-0 em Istambul e nós conseguimos uma reviravolta para 3-1”, recordou o brasileiro de 37 anos.



Nico Gaitán cedo deu asas ao sonho das águias. Ainda o relógio não tinha chegado aos 10 minutos e já o Benfica vencia por 1-0 com trivela do outro mundo do argentino. Kuyt igualou (22’), na conversão de uma grande penalidade.

Com dois golos de Cardozo (35’ e 66’), e a vencer por 3-1, as águias ainda penaram, já que a formação turca carregou forte, mas Artur mostrou reflexos rápidos para impedir as investidas, segurando firme o bilhete para Amesterdão.

“Marcou-me pela alegria que foi ver o Benfica regressar a uma final europeia 23 anos depois”, confessou.

https://www.slbenfica.pt/pt-pt/agora/noticias/2018-2019/10/25/aniversario-estadio-da-luz-15-anos-memorias-ex-jogador-benfica-artur-moraes

XibinhaSLB

  • *
  • Mensagens: 21574
  • Ano da "Reconquista"
  • Awards: User do Ano 2017
Re: Estádio da Luz
« Responder #843 em: 26 de Outubro de 2018, 11:06 »
15 ANOS DE ESTÁDIO DA LUZ: MEMÓRIAS DE RAMIRES


Citar
Internacional brasileiro jogou no meio-campo do Benfica em 2009/10, época de título nacional. Foi em conversas com Luisão e Anderson que Ramires ouviu falar da singularidade, da grandeza e do ambiente do Estádio da Luz. "Isso também pesou no momento de assinar pelo Benfica", admitiu o internacional brasileiro em declarações exclusivas ao Site Oficial.



"Antes de ingressar no Benfica, falei com o Anderson, central que tinha jogado no Clube e que na altura estava comigo no Cruzeiro. Ele falou-me dos adeptos, do seu fervor em casa, mas também fora. Depois, na seleção do Brasil também estive com o Luisão e ele confirmou tudo. Esse ambiente também ajudou na decisão de ir para o Benfica", contou o centrocampista que foi titularíssimo de águia ao peito em 2009/10.

"Quando cheguei, confirmei tudo aquilo que eles me disseram. Estive apenas um ano no Benfica, mas houve tantas coisas boas. Foi um ano em cheio, bem vivido", sublinhou o médio que no verão de 2010 voaria da Luz para o Chelsea.

"Um momento especial foi quando me estreei no Benfica no Estádio da Luz. Porém, a conquista do Campeonato bateu tudo. Aquele último jogo com o Rio Ave foi uma grande festa, com a comemoração do título nacional", elegeu Ramires.



"Outro jogo que me marcou muito, pelo resultado e pela qualidade exibicional, foi a vitória sobre o Everton na Liga Europa [5-0, na fase de grupos]. Foi espetacular", adicionou o jogador, que, aos 31 anos, está vinculado ao Jiangsu Suning, da China.

"Recordo também com muita satisfação o clássico que ganhámos ao FC Porto [1-0] e o dérbi em que vencemos o Sporting [2-0]. Nessa partida, aliás, tive a oportunidade de fazer um passe [de calcanhar] para o Aimar marcar um golo. Os adeptos na Luz sempre foram fantásticos!", exclamou o médio.

https://www.slbenfica.pt/pt-pt/agora/noticias/2018-2019/10/25/aniversario-estadio-da-luz-15-anos-memorias-ex-jogador-benfica-ramires

XibinhaSLB

  • *
  • Mensagens: 21574
  • Ano da "Reconquista"
  • Awards: User do Ano 2017
Re: Estádio da Luz
« Responder #844 em: 26 de Outubro de 2018, 11:09 »
DOMINGOS SOARES DE OLIVEIRA: "HÁ UM ANTES E DEPOIS DO ESTÁDIO"


Citar
O administrador executivo da SAD e CEO do Grupo Benfica recordou, em entrevista à BTV, o momento de viragem do Clube. No dia em que se assinala o 15.º aniversário do Estádio da Luz, Domingos Soares de Oliveira recordou o momento marcante da história do Benfica. O administrador executivo da SAD afirmou que ainda há muito para construir em prol da evolução e modernização das infraestruturas do Clube.
“Há um antes e um depois do Estádio. Conhecendo as pessoas e conhecendo aquilo que era a organização do Benfica antes da construção deste Estádio, e olhando para o Benfica após a construção do mesmo, eu diria que este é o momento mais marcante”, afirmou Domingos Soares de Oliveira, em entrevista à BTV.

Além da construção do Estádio da Luz, o Caixa Futebol Campus foi o segundo momento de viragem.

“Se o Estádio não tivesse sido construído, continuaríamos a ter o Benfica sem dúvida nenhuma, mas não seria um Benfica tão moderno e tão elogiado em termos internacionais como temos hoje. Esse, digamos, é um momento de viragem. Depois temos um segundo momento, o momento de potenciação do futuro, que é a construção do Caixa Futebol Campus, na vertente de apoio aos novos atletas”, referiu o administrador executivo da SAD e CEO do Grupo Benfica.



“O que construímos a nível nacional, e que hoje é um resultado de que já ninguém duvida, foi talvez o projeto que irá marcar os próximos 50 anos, porque este Estádio está hoje de pé, não sei se vai ter a mesma duração que os Estádios costumam ter, por volta de 40 anos, mas o trabalho da formação vai perdurar por muitos mais anos”, vincou.

Domingos Soares de Oliveira diz orgulhar-se da maneira como o Estádio da Luz tem sido preservado ao longo destes 15 anos e acrescenta que ainda há muito por construir.

“Devemos orgulhar-nos da manutenção que tem sido feita neste espaço, ou seja, quem hoje entra neste Estádio vê que ele podia ter sido construído há dois, três anos, porque está conservado de uma tal maneira que é difícil notar que já completou 15 anos”, considerou.

“Tem havido o esforço de manter as instalações atualizadas. Claramente ainda vamos ter de construir mais espaços, nomeadamente à volta das modalidades, do nosso colégio… Ainda temos muito cimento pela frente”, enfatizou.

https://www.slbenfica.pt/pt-pt/agora/noticias/2018-2019/10/25/aniversario-estadio-da-luz-15-anos-administrador-sad-benfica-domingos-soares-de-oliveira

Ragazzo 1904

  • *
  • Mensagens: 5960
Re: Estádio da Luz
« Responder #845 em: 26 de Outubro de 2018, 11:48 »
Está a decorrer uma votação sobre o melhor 11 deste Estádio. A titulo de curiosidade, votei no seguinte:

Ederson, Nelson Semedo, Garay, David Luiz, Coentrão; Fejsa, Enzo, Matic; Simão, Jonas e Cardozo. (Note-se que fui obrigado a seleccionar jogadores num sistema de 4-3-3)

Provavelmente terei sido injusto para outros, mas escolher apenas 11 nestes anos todos é difícil.

Registo ainda, não haver qualquer votação para melhor treinador. De facto, seria de uma inutilidade e imbecilidade extrema. Só houve um nestes 15 anos que deu verdadeiramente chama a este Inferno.
Chove? Faz Frio? Faz Calor? Que importa? Nem que o jogo seja no fim do mundo, entre as neves das serras ou no meio das chamas do inferno...
Por terra... Por mar... Ou pelo ar, eles ai vão OS ADEPTOS DO BENFICA atrás da equipa... Grande... Incomparável... Extraordinária... MASSA ASSOCIATIVA!

É ESTA A MÍSTICA DO BENFICA!

lastprophet

  • *
  • Mensagens: 5291
  • Aos 34 quero o 37!
Re: Estádio da Luz
« Responder #846 em: 26 de Outubro de 2018, 12:46 »
Eu escolhi

Ederson, Nélson Semedo, Garay, Lindelof, Leo, Fejsa, Ramires, Aimar, Simão, Miccoli e Cardozo.
Mas realmente é complicado....
por isso também acrescento um banco xD
Júlio César, Nélson, David Luiz, Matic, Di Maria, Jonas e Lima.

E pronto..mesmo assim ficam craques de fora.
"O Real ou o Barça são como teatros gigantescos e nós, os jogadores, somos os actores principais de uma grandiosa encenação. No Benfica é outra coisa, mais ligada ao sentimento, ao povo, à paixão. Vem das raízes, é genuíno. Os adeptos conseguem transmitir-nos exactamente o que lhes vai na alma.Sentimos essa força na pele. (...)" - Saviola

Teodoro

  • *
  • Mensagens: 13551
Re: Estádio da Luz
« Responder #847 em: 26 de Outubro de 2018, 12:57 »
E já está pago?
 :hum:
Fé é não querer saber a verdade - Friedrich Nietzsche

Rebelde

  • *
  • Mensagens: 26113
  • Awards: Vencedor Predictor 2015/2016Vencedor Predictor 2012/2013
Re: Estádio da Luz
« Responder #848 em: 26 de Outubro de 2018, 13:53 »
Minhas escolhas:

Ederson
Nelson Semedo, David Luiz, Garay, Grimaldo
Ramires, Rui Costa, Aimar
Simão Sabrosa, Jonas, Gaitan

Ter o Bruno Varela e não ter o Oblak  :psyduck:
Rumo ao 38!

SLB_Fanatic

  • *
  • Mensagens: 24783
  • "... nunca encontrou rival neste nosso Portugal! "
Re: Estádio da Luz
« Responder #849 em: 26 de Outubro de 2018, 14:00 »
Ter o Bruno Varela e não ter o Oblak  :psyduck:

O Oblak pode não ter feito 15 jogos na Luz.
YOU'LL NEVER WALK ALONE

 

TinyPortal © 2005-2012