X
13 de Julho de 2020, 05:16

Autor Tópico: Leo Kokubo (45)  (Lida 435 vezes)

Rebelde

  • *
  • Mensagens: 26249
  • Awards: Vencedor Predictor 2015/2016Vencedor Predictor 2012/2013
Re: Leo Kokubo (45)
« Responder #25 em: 11 de Maio de 2020, 21:06 »
Não deve ser pior que o Zlobin
Rumo ao 38!

Teodoro

  • *
  • Mensagens: 13573
Re: Leo Kokubo (45)
« Responder #26 em: 12 de Maio de 2020, 11:08 »
Este rapaz com 1,91 m, no Japão podia facilmente ter sido campeão da apanha do figo!
Fé é não querer saber a verdade - Friedrich Nietzsche

AguiaNina_SLB

  • *
  • Mensagens: 6035
Re: Leo Kokubo (45)
« Responder #27 em: 12 de Maio de 2020, 15:23 »
Podia era ter sido um "grande" basquetebolista... Se calhar está na modalidade errada...

SLB_Fanatic

  • *
  • Mensagens: 26099
  • "... nunca encontrou rival neste nosso Portugal! "
Re: Leo Kokubo (45)
« Responder #28 em: 13 de Maio de 2020, 18:44 »
Citação de: abola.pt
«O sonho dele é jogar na equipa A do Benfica e na seleção do Japão»

O futebol não tem fronteiras. O guarda-redes Leo Kokubo, japonês de 19 anos titular dos sub-23 que foi chamado ao grupo de elite da formação das águias e que está a trabalhar desde esta semana com o plantel principal, é natural de Chiba, província que dista poucas dezenas de quilómetros da imponente Tóquio.

De lá é também natural Takeshi Hosaki, extremo-esquerdo de 24 anos que alinha pelo Moitense, da 1.ª Divisão da AF Setúbal. E se no Japão nunca se encontraram apesar da paixão partilhada pelo futebol que os guiou para aventuras fora do país de origem, já em Portugal conheceram-se e daí nasceu amizade que convoca conversas frequentes e almoços ou jantares por restaurantes japoneses da capital, onde matam as saudades do estômago e, como hoje em dia tantos portugueses fazem, se deliciam com sushi, sashimi e outras iguarias. As conversas ora fluem em japonês, ora no português que ambos já arriscam sem vergonha alguma, e Takeshi Hosaki é fiel depositário dos sonhos do jovem keeper das águias e dos sentimentos de este estar a trabalhar ao lado de Odysseas Vlachodimos e companhia.

«Falámos ainda ontem e o Leo está a gostar muito de treinar com a equipa principal do Benfica, muito feliz por essa oportunidade num clube grande aos 19 anos. Fala muito do Vlachodimos, que é jovem mas já um grande guarda-redes», conta a A BOLA num português longe da perfeição mas muito percetível, pois foi para o Brasil com apenas 16 anos para prosseguir os estudos e leva já oito a aperfeiçoar, dentro das dificuldades naturais, sobretudo devido ao sotaque e pronúncia, a língua de Camões.

«É um orgulho muito grande para ele estar no Benfica e ele está a trabalhar no duro. Sente-se muito motivado junto do plantel porque acredita que pode um dia jogar na equipa principal. O sonho dele é jogar na equipa A do Benfica e na seleção do Japão e ficou muito contente por ter sido chamado aos treinos agora», relata, dando conta de que Kokubo «é tipo muito cool, muito amigável, de mente aberta, porque para os japoneses é muito difícil vir para Portugal». Pelas diferenças sócio-culturais e também ao nível futebolístico. «É muito diferente do futebol japonês, aqui é mais agressivo, mais rápido, mais forte», avalia após três anos nos escalões inferiores do nosso País.

A adaptação de Kokubo, conta Takeshi, não foi fácil, mas esta época teve impulso. «Ele está sempre a dizer que o Benfica é muito grande, tem muita história, condições de trabalho muito boas. Tem sido grande experiência para ele. Ao início, para um japonês, é sempre tudo muito difícil por causa da língua. No meu caso aprendi português e tudo ficou mais fácil, já me sinto bem e conheço a cultura, no caso do Leo ele também está a aprender português. E bem! Sabe que tem de aprender, tem de falar com os colegas e tem estudado muito. Até já falamos em português também e ele agora sente-se melhor porque consegue comunicar mais com as pessoas», revela Takeshi.
YOU'LL NEVER WALK ALONE

 

TinyPortal © 2005-2012